O que é candidíase?

organismos vivos

Você provavelmente já ouviu falar sobre candidíase, já que mais de 75% de todas as mulheres já sofreram com essa infecção pelo menos 1 única vez em suas vidas.

Agora em épocas de verão e altas temperaturas, as chances de contaminação dessa doença um tanto quanto chatinha aumentam, já que a sua região vaginal irá transpirar mais, ao mesmo tempo que a incidência de uso de biquíni molhado pode criar uma umidade desnecessária.

Por isso, é preciso ficar atento aos sinais que a doença apresenta, bem como entender a fundo o que é a candidíase e como é possível preveni-la. Se você deseja saber mais informações importantes, continue lendo.

Afinal, o que é a candidíase?

A candidíase é uma infecção por fungos causada por leveduras que pertencem ao gênero Cândida, sendo que hoje no mundo existem mais de 20 espécies de leveduras de Cândida que podem causar infecção em humanos, sendo a mais comum a Cândida albicans.

As leveduras de Cândida normalmente residem no trato intestinal e podem ser encontradas nas mucosas e na pele sem causar infecção, no entanto, o excesso de crescimento desses organismos pode causar o desenvolvimento de sintomas, que variam do corpo que foi infectado.

A candidíase que se desenvolve na boca ou na garganta é chamada de “candidato” ou candidíase orofaríngea, e a da vagina é comumente referida como candidíase vaginal ou uma infecção por leveduras.

A candidíase invasiva ocorre quando as espécies de Cândida entram na corrente sanguínea e se espalham por todo o corpo.

Conheça os tipos existentes de candidíase

mulher com as mãos na boca

O tipo mais conhecido dessa doença é o vaginal, mas muita gente não sabe que existem outras versões dela, que se apresentam em outras regiões do corpo. As infecções podem ser:

  • Candidíase Oral

A levedura pode se multiplicar e causar uma infecção se o ambiente dentro da boca, garganta ou esôfago muda de forma que encoraje o crescimento de fungos.

A candidíase na boca e garganta também é chamada de “candidato” ou candidíase orofaríngea. Candidíase no esôfago (o tubo que liga a garganta ao estômago) é chamada de candidíase esofágica ou esofagite de Cândida.

A candidíase esofágica é uma das infecções mais comuns nas pessoas que vivem com HIV / AIDS.2

A candidíase na boca e garganta pode ter muitos sintomas diferentes, incluindo:

  • Manchas brancas nas bochechas internas, língua, teto da boca e garganta;
  • Vermelhidão ou dor;
  • Perda de gosto;
  • Dor ao comer ou engolir;
  • Rachaduras e vermelhidão nos cantos da boca.

Os sintomas da candidíase no esôfago geralmente incluem dor e dificuldades ao engolir.

  • Candidíase Vaginal

Esse tipo da infecção é o mais conhecido, principalmente pelo público feminino, sendo causada por um fungo que pode ser tanto o Cândida quanto o Monília. Ela pode também ser considerada uma DST, mas existem causas para seu aparecimento que não envolvem relações sexuais.

Os sintomas mais comuns desse tipo de candidíase são:

  • Dor durante a relação;
  • Vagina muito avermelhada;
  • Machucados na região da vulva;
  • Corrimento esbranquiçado com cheiro forte;
  • Coceira excessiva.

É muito importante que você entenda que não precisa apresentar todos os sintomas para ter a doença, por isso a qualquer sinal é recomendado que procura ajuda médica.

  • Candidíase invasiva

Ao contrário das infecções na boca e na garganta ou “infecções fúngicas” vaginais, a candidíase invasiva é uma infecção grave que pode afetar o sangue, coração, cérebro, olhos, ossos e outras partes do corpo.

Candidemia, uma infecção sanguínea com Cândida, é uma infecção comum em pacientes hospitalizados.

As pessoas que desenvolvem candidíase invasiva muitas vezes já estão doentes de outras condições médicas, por isso pode ser difícil saber quais os sintomas relacionados a essa infecção.

No entanto, os sintomas mais comuns de candidíase invasiva são febre e calafrios que não melhoram após o tratamento com antibióticos por suspeitas de infecção bacteriana.

Outros sintomas podem se desenvolver se a infecção se espalhar para outras partes do corpo, como o coração, cérebro, olhos, ossos ou articulações.

Não ignore os sintomas

Como a forma mais comum da candidíase se apresenta na vagina, muitas mulheres sentem vergonha e ignoram os sintomas, esperando que passem.

Mas não faça isso e logo que sentir algum desses sinais procure seu médico, já que a candidíase pode ser uma infecção totalmente prejudicial ao organismo e muito extremamente desconfortante de conviver.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *