Como identificar a candidíase em homens?

homem com a mão na genital

A candidíase é muitas vezes pensada como um problema de saúde feminino, mas pode afetar qualquer pessoa, inclusive homens. A candidíase é muito comum, e nos homens irá provocar uma vermelhidão no pênis, coceira intensa e dor, mas em alguns casos existe a possibilidade de não haver nenhum sintoma evidente.

Assim, a candidíase em homens, se não for tratada, pode levar a uma ampla gama de sintomas dolorosos, desconfortáveis ​​e potencialmente embaraçosos, e também pode levar a sérias complicações se a infecção se espalhar na corrente sanguínea.

Mas não é preciso se preocupar a candidíase em homens pode ser tratada com alguns medicamentos comuns, e também algumas medidas básicas de prevenção podem ajudá-lo a evitar esta condição bastante comum.

Como funciona a candidíase em homens?

Sim, os homens também podem ter infecções por fungos e fermentação, o que pode levar a uma condição conhecida como Balanite – inflamação da cabeça do pênis.

As infecções fúngicas nos homens são comuns porque o fungo que causa essas infecções fúngicas (Cândida albicans) está normalmente presente na pele, especialmente na pele úmida.

Quando algum fator contribuinte – como ter relações sexuais com uma parceira que possui candidíase – causa um crescimento excessivo de Cândida, pode resultar em infecção.

Normalmente, o crescimento de Cândida está sendo controlado e equilibrado por boas bactérias, no entanto, quando esse equilíbrio está sendo perturbado, Cândida se transforma em uma forma de fungo mais agressiva que se espalha e libera mais de 80 toxinas diferentes.

Essas toxinas podem chegar a qualquer parte do corpo, suprimir o sistema imunológico e podem causar muitos problemas de saúde em todo o corpo, incluindo a pele, unhas, órgãos genitais, boca, garganta, trato digestivo e outros.

Como é possível identificar a candidíase em homens?

homem olhando o penis

Os sintomas mais comuns da candidíase em homens estão diretamente relacionados com uma infecção do pênis, incluindo:

  • Corrimento em excesso parecido com sêmen;
  • Vermelhidão, placas esbranquiçadas e inchaço da glande;
  • Dor ou ardência durante o relações e ato de urinar;
  • Coceira em excesso.

Os homens precisam consultar um urologista imediatamente na presença de alguma desses sintomas, e o diagnósticos será feito por meio de uma avalição peniana e também um exame de laboratório, com uma coleta pequena das lesões avaliando a grau de presença do fungo.

É importante ter esse cuidado médico ao sinal de um primeiro sintoma, já que se não tratada adequadamente, a candidíase em homens pode gerar complicações mais sérias.

Quais são as causas da candidíase masculina

Essa doença, embora diretamente relacionado com uma vida sexual ativa, não é somente transmitida por esse meio, e pode estar associada a vários fatores, se manifestando no homem apenas quando seu sistema imunológico estiver enfraquecido.

As principais causas da candidíase em homens são:

  • Contanto íntimo sem preservativo;
  • Diabetes;
  • Doenças que enfraquecem o sistema imunológico (Lúpus e HIV);
  • Má higienização do pênis;
  • Quimioterapia;
  • Uma alimentação rica em açúcares;
  • Uso de antidepressivos, antibióticos e corticoides.

Além da região do pênis, a candidíase em homens também pode afetar diretamente o couro cabeludo, as unhas, a boca, a pele e a garganta.

Como é feito o tratamento?

 

Essa infecção nos homens tem tanto tratamento e cura bem simples, e pode ser feito em casa apenas com o uso de uma pomada antifúgica, como o Fluconazol, aplicada diariamente entre 7 a 10 dias, sempre de acordo com a recomendação.

Caso esse tratamento por meio de pomada não apresente efeito desejado ou em casos em que a doença seja mais recorrente, também pode ser usado compridos orais antifúngicos como o Cetaconazol ou até mesmo o Fluconazol.

Existem ainda na internet muitas receitas caseiras para o tratamento da candidíase em homens, como por meio de limão e salsicha, mas é sempre importante ter conhecimento médico para não piorar a situação.

A prevenção também é uma parte importante do tratamento, e pode ser feita por meio de:

  • Uma dieta adequada rica em legumes, frutas e água que possam fortalecer o sistema imunológico;
  • Uso constante de preservativos nas relações;
  • Higienização adequada da região;
  • Evitar o uso de roupas molhadas, apertadas ou quentes demais.

Tente sempre manter seu sistema imunológico o mais forte possível, por meio de uma dieta rica e saudável e exercícios físicos regulares, que podem prevenir a proliferação de fungos que causam a candidíase em homens e outros tipos de infecções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *