Candidíase – o que é importante saber sobre a doença?

mulher olhando a calcinha

Em relação a candidíase, é extremamente importante saber diversas informações sobre a mesma, e principalmente as suas principais causas. Para quem ainda não sabe, o causador principal da candidíase vaginal é o fungo Candida Albicans, o qual já está no organismo da mulher em pequenas quantidades e vive em equilíbrio com a flora vaginal.

No entanto, para que haja o surgimento da candidíase na mulher, alguns fatores podem acabar levando ao desequilíbrio do fungo no organismo, o que faz com que ele se reproduza e cause diversos sintomas desagradáveis na mulher.

Além disso, como a região genital da mulher é mais quente e úmida, este acaba sendo um dos principais ambientes propícios para que o fungo se propague e cause diversos problemas de incômodo e afeta a qualidade de vida da mulher.

Saiba mais o que é importante saber sobre a candidíase

mulher com as mãos na boca

Existem diversos pontos necessários para entender o que é importante saber sobre a candidíase, e um deles são os fatores de risco, onde certos hábitos diários acabam desencadeando o aumento da população do fungo e se espalhando pelo organismo, o que leva a candidíase vaginal. Confira abaixo alguns dos principais fatores de risco! Em relação ao uso de antibióticos, a microbiota vaginal possui inúmeras bactérias, e algumas delas podem estar aliadas ao organismo, o que ocasiona no auxílio de conter as bactérias e fungos que são nocivos.

Antibióticos

Porém, os antibióticos que possuem largo espectro, ou seja, aqueles que já são mais eficazes contra diversas bactérias, podem também destruir as bactérias saudáveis na vagina, levando ao crescimento de leveduras, como é o caso do fungo da candidíase vaginal. Outro fator de risco é o aumento dos níveis de estrogênio, onde as infecções dos fungos ocorrem mais frequentes em mulheres que tem esses níveis mais aumentados. Um exemplo são as mulheres que estão grávidas e que normalmente tomam doses altas de estrogênio, ou que realizam terapia de hormônios de estrógeno.Além disso, o consumo exagerado de doces e carboidratos em geral também ocasionam no crescimento do fungo que causa a candidíase vaginal por meio da alteração do pH, o qual fica mais ácido e com isso torna-se um ambiente bastante propício para que o fungo se prolifere.

Glicose

Em relação a glicose, ela também pode servir como alimento para o fungo, e por isso, quando está em altas quantidades no sangue acaba ocasionando no aparecimento da candidíase vaginal.Um fato de risco bastante comentado sobre a candidíase vaginal, é o sexo sem proteção, onde embora a doença não seja considerada uma DST, el pode ser transmitido através da relação sexual, principalmente pelas genitálias e a boca.Um dos principais fatores de risco da candidíase são os locais e o uso de vestuários úmidos, onde o fungo prefere regiões mais úmidas, com isso a vagina acaba sendo uma área comum para contrair essa infecção.Por fim, existem ainda fatores de risco, como dormir mal, ingerir poucas vitaminas, estresse, gripes fortes e uso de drogas.

Candidíase e seus sintomas

mulher fechando as calças

No caso dos sintomas que a mulher sente quando contraí a candidíase, eles normalmente podem ocasionar em um corrimento esbranquiçado que pode causar coceira na região vaginal, dores, vermelhidão e corrimento agrupado.

Por isso, se você está sentindo algum desses sintomas é extremamente importante que busque ajuda médica, especialmente um ginecologista ou um clínico geral, os quais provavelmente irão lhe fazer diversas perguntas.

Além disso, para saber o que é importante sobre a candidíase é necessário que você leve todas as suas dúvidas ao médico, pois assim você terá respostas relevantes e um tratamento adequado com o uso de pomadas antifúngicas, além dos medicamentos orais para que o quadro não retorne.

Fique atenta

Porém, o mais adequando é que você tome certas atitudes para evitar contrair a candidíase, e para isso, é necessário que haja algumas mudanças na sua alimentação, além de manter a vagina sempre limpa e seca, utilizar antibióticos somente com a orientação do seu médico, ter um estilo de vida saudável, entre outras atitudes que podem ser efetivas.

Portanto, todas as informações sobre o que é importante saber sobre a candidíase são bastante relevantes e devem sempre ser levados em consideração no seu estilo de vida diário para que essa infecção não venha a acontecer com você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *